29.12.06

rapidinhas



Curtas das pimentas para encerrar o ano:

- As meninas já chamam uma à outra pelo nome. Agora, pra todo lado, nada de Ana Luz e Estrela. Só se ouve Nanáááá e Tetéééé.

- Ana Luz-delatora: a pequena já aprendeu a manobra mais primária do ser humano para livrar-se de suas responsabilidades: colocar a culpa no vizinho. Quando há uma bagunça ou sujeira pela casa, não importa quem seja o(a) responsável - que muitas vezes, aliás, é ela mesma. Invariavelmente, ela aponta e delata, sem pudor de ser tachada como dedo-duro: Teté!!

- Estrela menina-doçura: dia desses, um CD que ouvimos bastante tocando na sala, ela chega na porta da cozinha, onde estávamos eu e o Rê, chama o pai e faz um pequeno movimento em círculos, como quem dança. O objetivo? Pedir ao pai que dançasse com ela, coisa que ele sempre faz durante a música que tocava, e que ela reconheceu. Não é de derreter o coração?

- Ana Luz garota-esperta: as meninas ganharam uma piscininha, que substituiu a banheira na hora do banho. Assim, cabem as duas sem aperto, que a banheira há muito já estava ridiculamente pequena para as pimentas, cada dia mais compridas. Dia desses, o Rê colocou a mangueirinha pra esvaziar a piscina e foi para a sala, sabendo que o processo ia demorar. De lá, orientou a pequena: "filha, vai lá ver se ainda tem água na banheira e volta aqui pra me contar!". Ana Luz? Foi decidida até o banheiro, enfiou a mão na água e voltou toda contente, mostrando a mãozinha molhada. Boa de logística, essa menina.

- Estrela lenhadora: desde que colocamos a árvore de natal na sala que as meninas ficam secas para dar um puxãozinho nos enfeites, nas luzinhas ou no que der pra botar a mão. Mas a gente fica em cima, e só deixa olhar ou 'fazer carinho'. Pois bem. Distraímos, e deu no que deu: bastaram dois minutos para que a árvore sucumbisse ao dedinho curioso da pequena Teté. O melhor foi o aviso antes da coisa toda despencar: um belo e sonoro "áááá", bem ao estilo do "madeiraaaa" dos cortadores de árvore. Sorte que não tinha ninguém embaixo. ;O)

Sem mais, despedimo-nos, não sem antes deixar os desejos da família-pimenta a todos os amigos que nos visitam e deixam seu carinho: que 2007 chegue trazendo muita luz, alegria e sorrisos. Que o resto é resto, e sempre dá pra correr atrás!
Au-revoir!!

11.12.06

pimentas underground

Ser alternativo é isso aí: nada de ver Xuxa se entupindo de porcaria. O barato mesmo é ver Palavra Cantada se deliciando com um bom potinho de... ervilhas! Abaixo, as fotos, para não dizer que é mentira minha.


na TV: Palavra Cantada
cardápio do dia: suculentas ervilhas

(close nos potinhos, que é pra ninguém dizer que eu estou inventando...)
Explodo de orgulho agora, ou deixo pra depois?
;O)