8.2.07

leão marinho ou bicho preguiça?



As pimentas estão cada vez mais 'evoluídas' no quesito praia.
Fim de semana que passou, São Pedro resolveu colaborar e mandar um solzão de dar gosto. As pimentas não deixaram por menos: se esbaldaram pra valer na praia, fizeram castelo, tartaruga, borboleta, bolo e barquinho de areia, brincaram de jogar água gelada uma na outra e em si mesmas e - pasmem - toparam até uma ida ao mar para refrescar a cuca (literalmente). Pois é. Levamos as pequenas de pouquinho em pouquinho, que cautela e canja de galinha não faz mal a ninguém. Sentamos bem na beirinha e ficamos brincando na areia molhada, enterrando o pé de uma, depois o pé da outra, e fazendo festa quando alguma ondinha ia chegando perto. Elas, a princípio desconfiadas, foram relaxando. E a gente indo mais e mais pra lá. Resumo da ópera: fomos até onde o mar nos bate na cintura, e as pimentinhas se revelaram duas exímias puladoras de onda! :O)
E o melhor de tudo: na volta para a areia, papai-pimentão cuidou maravilhosamente do seu departamento (o de brincadeiras praianas) e liberou mamãe-pimenta para lagartear deliciosamente ao sol. Deu até pra pegar uma corzinha.
Agora a coisa ficou gostosa. Dia de praia com direito a areia, sol e... banho de mar!
Pra completar o fim de semana, levamos as pimentas no Aquário de Santos, que passou recentemente por uma big reforma e está bem bacana, muito bem cuidado. As meninas ficaram excitadíssimas de ver os peixes passando pertinho, ficavam escorregando as mãozinhas gorduchas no vidro pra ver se conseguiam pegar. Não conseguiram, infelizmente. Ou felizmente, porque se tivessem conseguido, não seria sinal de coisa boa. :O)
A única decepção foi o leão marinho. Bicho bacana daqueles e ficou lá, só deitadão, sem mover uma patinha (é patinha o que ele tem?) enquanto estivemos lá - e olha que ficamos esperando pra ver se ele não se animava a dar um mergulho. Tava mais pra bicho preguiça, aquele lá.
Tá bom. Não se pode ganhar todas, afinal.