31.10.10

Canção de Ninar

///
A criatividade musical da nossa pequena Teté entra em ação mais uma vez. Vejam como a pequena nina sua boneca:

nana nenê
que a cuca vem pegar

papai foi na roda

mamãe vem sossegar

bicho tatu
sai de cima do pelado
deixa a nenezinha

ter um pônei sossegado

=P

29.10.10

Doida Demais

///
Ana Luz, organizando a lista das minhas 'qualidades maternas':

- Mamãe, eu amo você porque você é doida, carinhosa e muito maluca!

;-)

27.10.10

Team Players

///
Eu com as 3 filhotas no carro. Cada uma com um brinquedo na mão. O brinquedo da Kiki cai. A bichinha resmunga. As irmãs começam a se mobilizar para recuperar o brinquedo perdido. Estrela, com algo comprido que estava à mão, vai empurrando o brinquedo para o lado da Ana Luz, que se estica toda e, depois de muita torcida e orientações certeiras dadas pela irmã (mais pra lá! isso! não, aí não!!! mais pra cá...), consegue pegar o brinquedo. A comemoração:

Teté: êêêêêêêê!!! trabalho em equipe!!!

Naná: trabalhando em equipe tudo "se dá certo"!! ebaaaa!!

E depois, entre si, comentando o feito realizado em conjunto:

Naná: E a Kiki também ajudou, porque ela ficou dançando, e fez a gente ficar feliz!!

:-D

25.10.10

Geração High-Tech

///
Tudo bem que dizem que essa geração já nasce conectada, mas eu posso com uma filha que mama "falando no celular"?

:-D

22.10.10

Morte e Vida Severina

///
Conversa filosófica entre as pimentas:

Ana Luz: Teté, não é que todo mundo morre?

Estrela: É.

Ana Luz: Mas se todo mundo morre, como é que um dia não acaba as pessoas do mundo???

Estrela: Sabe como é, Naná, eu vou te explicar! É que a gente morre, e o outro nasce, e aí fica assim, a gente vai, o outro vem, a gente vai, o outro vem, a gente vai, o outro vem, a gente vai e o outro vem e vem e vem, e assim vai indo!!!

Eu não teria explicado melhor...

=D

20.10.10

Kiki ou Tetê?

///
Aqui em casa, quem tem ouvidos muito sensíveis passa apertado, viu!

Chiara, de uns tempos pra cá, sacou que terceiro filho tem que ralar pra se fazer ouvir. É, a coisa não é mole não, tá pensando o quê?

Mas a pequenina não se faz de rogada. Fazendo coro com Clarice Lispector ('porque há o direito ao grito. então eu grito.'), a bichinha, se fica empolgada, ou se quer alguma coisa, ou se fazem com ela alguma coisa que ela não quer, bota a boca no trombone mesmo, sem dó nem piedade.

Mas o mais interessante é a agudeza do gritinho. Aquele grito fininho, cortante, estridente, daqueles de deixar cristal em pedacinhos. E o melhor: conforme vai aumentando a empolgação - ou a contrariedade -, a estridência e a agudeza do grito aumentam na mesma medida. E o grito vai ficando fininho, finiiiinho, finiiiinho... coisa de deixar Tetê Espíndola verde de inveja!

Terei uma futura soprano em casa??

;-)

18.10.10

Rei Leão


Estrela, reinventando letras de música a seu bel prazer:

"leão leão leão
és o rei da aclimação!!"

ps: na versão original, 'leão, leão leão / és o rei da criação!'

=P

15.10.10

Once Upon a Time

///
Ana Luz organizando temporalmente os fatos, em seus longos 5 anos de vida:

- Ah, isso já faz muuuuuito tempo... eu tinha 3 anos!!!

;-)

13.10.10

Brincando de Vovó

///
Ana Luz, Estrela e Chiara brincando de 'família'. Chiara é a vovó. Ana Luz vira pra ela:

- Vovó, cadê a sua 'pelanca'???

Estrela pega no bracinho gordo da irmã:

- Tá aqui, a pelanca da vovó!!

E riem gostoso, as três juntas, felizes da vida.

Juro que eu queria saber de onde elas tiram essas idéias...

=D

7.10.10

Facilitando a Vida

///
Chiara gosta de inventar moda. A última da bichinha foi achar um jeito "econômico" de chamar as irmãs, quando estão juntas. Ao invés de dizer "Nanááá", e depois "Tetééé", coisa que custaria um esforço desnecessário, a pequena facilita: junta tudo, e chama as duas... de "Tatááááá".

Eu posso com tamanha criatividade... e preguiça??

;-)