27.3.13

Mãe só tem uma


Estrela contando para as irmãs um fato ocorrido na escola:

- Aí, o fulano entrou no banheiro das meninas...

Chiara, intrigada, quer saber:

- Mas 'puquê' ele entrou no banheiro das meninas?

Estrela,

- Porque a mãe dele falou pra ele entrar! E mãe você sabe né Kiki... o que ela fala é assim como se fosse lei do presidente!

Sinto-me lisonjeada pela importância concedida, ou uma ditadora sem coração?

=P

26.3.13

Jogo do (des)contente


Da série 'nunca se pode contentar os filhos', conversa noturna com Ana Luz. A pequena se arrumando para dormir:

- Mamãe, é para trocar a calcinha?

- Não precisa, filha.

- Mas mamãe!! Eu estou com essa calcinha desde o banho, eu corri, brinquei, pulei, fui na rua, tudo com essa calcinha!!

- Então tá bom... troca, filha.

- Ah, não precisa não... eu só queria te avisar!

=P

25.3.13

E outros bichos


Chiara e suas deliciosas confusões silábicas:

- Mamãe, mamãe, olha só! Uma 'tarturiga'*!!!

;-)

*em chiarês, 'tartaruga'...

22.3.13

Respeito à diversidade

Eu e as pimentas ouvindo música. Ao ouvir uma passagem da letra, Ana Luz quer saber:

- Mamãe, o que é um curral?

- Curral é o lugar onde fica o boi, filha.

A pequena, que estava distraída, quer confirmar:

- Onde fica o quê??

- O boi, filha. O marido da vaca...

Estrela, mais que depressa, vem em defesa da diversidade:

- Mas a 'marida' da vaca pode ser outra vaca também... porque cada um gosta de quem quiser, até as vacas!

E não é?

<3 p="">

20.3.13

Amor de irmã


Estrela e Chiara brincando na rua. Dali a pouco, entram esbaforidas. Teté, ofegante:

- Mamãe, eu bati a cabeça no carro!

E Naná, que nem estava na história, demonstrando todo seu amor fraterno pela irmã:

- Puxa Teté! Não amassou o carro, não?

=/

19.3.13

Mickey who?


Eu e Chiara, arrumando os bonecos no armário. A bichinha quer saber:

- Mamãe, mamãe!! Cadê o boneco do 'Mínio'?

- Quem é o 'mínio', filha?

E a pequena, com a maior cara de enfado do mundo:

- 'Mínio' é o namorado da Minnie, mamãe!!

=D

8.3.13

Love me or leave me


Mais uma vez, nossa caçulinha dá provas de que sua autoestima está mais do que boa, economizando anos de terapia no futuro. Digo a ela:

- Chiara, eu te amo tanto, tanto, tanto, que não cabe dentro de mim! O que é que eu faço?

E a pequena, sinalizando com as mãozinhas como quem diz a maior obviedade do mundo:

- Me ama, ué... eu mereço!

E olha, que essa nem leonina é.

=D

7.3.13

Questão de estilo


Eu e cinco meninas no carro, Ana Luz e Estrela trazendo para jantar e dormir em casa duas coleguinhas de escola. Mal começamos o trajeto, uma das amigas pergunta:

- Já 'tamo' chegando?

Ao que Ana Luz, espantada com a pergunta, devolve mais que depressa:

- Cê tem noção de onde fica o ipiranga, mano?

Sem mais demora, Estrela vem somar-se ao espanto da irmã:

- Bicho, é longe pra caramba...

Moral da história: uma filha maloca, outra filha riponga - resta ver a terceira, como me sai.

=P

6.3.13

Dos altos e baixos


Chiara 'brigando' com a sua bicicletinha, com o banco alto demais:

- Mamãe, precisa 'baxá' o meu banco!!

- Precisa pedir pro papai, filha...

E a bichinha, inconformada:

- É, porque o papai 'falô' que ia 'baxá' mas não 'baxó'... ele 'altô'!!!

:-P

5.3.13

O copo todo cheio


Papai-pimentão no cinema. Ana Luz e Estrela especulando. Ana Luz palpita:

- Eu acho que ele foi ver 'O Lado Bom da Vida'...

Estrela, intrigada:

- 'Lado bom da vida', como assim?? Todos os lados da vida são bons...

Esta é a minha pimenta-do-meio: otimista até debaixo d'água.

;-)

4.3.13

Da intolerância paterna


Ana Luz conversando com uma amiguinha, de família corinthiana mas também sócios do clube do Palmeiras, como nós. Intrigada, interroga a mãe da amiga:

- Ela vai no Palmeiras??

- Vai, sim.

E a bichinha, espantadíssima:

- Mas o pai dela não expulsa ela de casa???

=D


1.3.13

Anarquistas graças a deus!


Estrela e eu conversando:

- Mamãe, não é que a gente não tem um presidente, tem uma presidenta??

- É, filha, é isso mesmo, a gente tem uma presidenta mulher. Não é legal?

A pequenina dá de ombros. Pergunto, intrigada:

- Ué, filha. Você não acha legal a gente ter uma presidenta mulher?

A bichinha faz que não com a cabeça.

- Você preferia que a gente tivesse um presidente homem?

Mais um não, bem veemente.

- Você preferia que a gente não tivesse presidente nenhum?

E a pequenina, num sorrisão de orelha a orelha, de iluminar todos os cantinhos do rosto:

- Siiiiim!!

Filhotes anarquistas, a gente vê por aqui.

=D