21.6.12

Know your audience!


Eu e Chiara sentadas no chão. Ela brincando com uma porção daqueles bloquinhos de madeira, de todos os tamanhos, enquanto eu leio um livro. Pega um deles, vem em minha direção:

- É um monstro, mamãe, é um monstro!!!

Eu, brincando, faço pouco:

- Eu não tenho medo de monstro!

A pequena pensa um pouco e logo volta à carga, sabendo da importância de conhecer seu público:

- É uma barata, mamãe, é uma barata!!!!

=D

20.6.12

Filhos, melhor não tê-los...


Ana Luz e Estrela estão na fase das piadas e adivinhas. Cada dia, chegam em casa com uma nova. Dia desses, entrei no clima. Perguntei a Teté:

- Filha, o que é o que é que não desgruda do seu pé?

E a pequena, sem pestanejar nem por um segundo:

- Filho!!!

=P

14.6.12

Modo, meio e oportunidade!


Dia desses, eu levando as pimentas mais velhas à escola de ônibus. Sentadas lá no fundão, Ana Luz percebe um rabisco nas costas de um banco. Quer saber:

- Mamãe, por quê tem escrito aqui no banco?

- Porque algumas pessoas não têm respeito pelo que é de todos, filha...

A pequena, com ares de menina bem comportada:

- Eu tenho respeito pelas coisas dos outros!

E logo em seguida, percebendo que a ocasião faz o ladrão:

- Também, eu não tenho um lápis aqui comigo...

o.O

11.6.12

Falem mal, mas falem de mim!


Tarde na casa da vovó Lili. A vovó, numa conversa de brincadeira com a Dete, que trabalha na casa dela, diz:

- Ô, Dete, você não fala mal de mim, hein??

E Chiara, para a avó, toda cheia de atrevimento:

- Mal de você, vovó, mal de você!!

=D