30.9.09

boas novas

///
Estrela pega um jornal (desses jornaizinhos de bairro, de folhas pequenas), senta na poltrona e 'lê', com carinha compenetrada.

eu: e aí, filha, que notícia que tem nesse jornal??
Teté: aqui tá dizendo que esse país é lindo e tá tudo muito bom...

Uma otimista incorrigível, essa minha pimenta.

Ai, ai. Quem dera, viu filha? Quem dera.

=P

na escola da vida

///
Ana Luz vem toda contente:

- mamãe, mamãe!! olha só o que eu sei fazer!!!

E se joga no chão, virando uma 'meia estrela', toda orgulhosa.

- que legal, filha!! você aprendeu isso na escola?

E a pequena, seríssima:

- não, mamãe. aprendi com a vida, mesmo...

=D

26.9.09

geminianos

///

Sinto desapontar futuros pretendentes, mas preciso dizer a verdade: Chiara, tão pequenina e inocente, já está prometida. Já tem seu destino irremediavelmente unido ao de outro pequenino, tão inocente quanto ela. ;-)

A história é assim: eu conheci a Mari quando estávamos as duas barrigudas. Primeiro, nos falamos virtualmente, pelos comentários dela no mamíferas, depois por email. Um dia, nos esbarramos na festa de dia das mães da escola das meninas, ela tocando barrigudíssima, linda, com seu grupo de maracatu.

Tínhamos dpps muito próximas, e estávamos as duas sendo acompanhadas pela mesma parteira. Até brincávamos que, se entrássemos em trabalho de parto ao mesmo tempo, pariríamos juntas, já que estávamos ambas programando parto domiciliar.

Pois da brincadeira, fez-se a verdade. Entramos em trabalho de parto no mesmo dia, uma parteira veio pra cá e a outra pra lá, e acaba que nossos filhotes nasceram na mesma madrugada fria de 24 de maio, com pouco mais de uma hora de diferença.

E esses dias Mari fez uma brincadeira toda cheia de doçura, dos nossos bebezicos iluminados, cada um de seu lado. E eu amei, não ficou lindo?

Tenho certeza que esses dois vão crescer se gostando muito, e aprontando todas por aí. Sempre com o rosto ensolarado por aquele sorriso aberto e despreocupado típico dos geminianos, esse povinho tão boa-gente.

20.9.09

misses ternurinha


Conversa adocicada entre as pimentas:

Teté: Naná, você parece uma rosa beeeem bonita e cor-de-rosa.

Naná: obrigada, Têla. você é muuuuuito gentil e amorosa!

Teté: de nada.

=D

15.9.09

doida por pacotinhos


Do alto de seus três meses e meio de vida, Chiarinha já começa a segurar objetos, encantar-se com eles, virar e revirar, rir e divertir-se. Brincar, enfim. Resultado disso foram duas cenas engraçadinhas ocorridas recentemente.

Um belo dia, após trocar a pequenina, deixei o pacote de fraldas ao lado dela, e fui ao banheiro arrumar alguma coisa. Bastaram alguns segundos, e a mocinha aprontou a maior bagunça: interessada pelas cores do pacote, aventurou-se a agarrá-lo, foi bem-sucedida na complicada empreitada, e espalhou as fraldas por toda a cama, restando-lhe nas mãos o pacote plástico vazio, bem mais interessante.

E ainda outro dia, a pequenina dormia na minha cama. Perto, sem que eu tivesse me dado conta, estava um saquinho pequeno de algodão em bolinhas. Do escritório, ouvi uns resmunguinhos, típicos de quando Kiki está prestes a acordar. E em seguida, um barulhinho constante de amassar plástico. Fui checar, e quando chego lá, dou com a cena: Chiara cercada de bolinhas de algodão por todos os lados, agarrando avidamente o pacote vazio nas mãozinhas pequeninas, sorrindo o sorriso mais sapeca do mundo.

Eu posso com tanta peraltice?

=D

9.9.09

casamenteira

///
Ana Luz em sua reflexão romântica no café-da-manhã:

- Mamãe, não é que a manteiga é a namorada do requeijão??

=D

cinderela às avessas

///
Ana Luz e Estrela assistindo o desenho da Bela Adormecida. A bruxa aparece, com sua risada horripilante, típica das bruxas de desenho animado. Pergunto:

- Teté, você tem medo da bruxa???

E a pequena, sem pestanejar:

- Eu não! Eu tenho medo é do príncipe...

Estará minha pimenta-do-meio predisposta a tornar-se uma ferrenha feminista?

;-)

1.9.09

pequena filósofa

///
Minha pequena Estrela filosofando:

- Mamãe, você sabe o que é deus?
- bom, filha... (silêncio, ensaiando uma resposta complexa, cheia de matizes e meios-tons, cuidando para não resvalar em verdades absolutas)
- deus é uma pessoa de sonho...

e saiu para brincar no quintal, contente com a própria sabedoria.

:-)

a gripe do porco


Ana Luz indo na onda da histeria coletiva:

Naná: tô com sede!
Teté: toma, eu não quero mais, toma do meu copo...
Naná: não pode!!! você não lembra da 'guipe suína'???

=P