3.5.08

morta de fome


Eu tenho o costume de, quando conto pras pimentas estorinhas que elas estão acostumadaa a ouvir, deixar algumas frases incompletas para que elas sigam contando pequenos trechinhos. E tem uma estorinha que sempre conto, e em cujo final repito sempre o trechinho "... e assim, o camaleão aprendeu que a gente não pode agradar todo mundo, e que o importante é fazer aquilo que a gente tem vontade!".

Pois bem. Dia desses, eu contando a tal estorinha, como de costume comecei a frase pra deixar que elas completassem: "... e assim, o camaleão aprendeu que a gente não pode agradar todo mundo, e que o importante é fazer...

Estrelinha, mais do que rápida:

- comida!!!

=D

Nenhum comentário: