22.8.09

dia de rodízio


Minhas filhotas mais velhas já se adaptaram à vida na paulicéia desvairada. Prova disso são as reflexões que fazem sobre o rodízio, que em sampa é para os carros de acordo com o número final das placas, mas para as minhas pimentas, graças ao imenso poder de abstração infantil, já adquiriu uma porção de outros significados.

Outro dia, Estrela, falando com a boca semi-cerrada:

- Mamãe, hoje é rodízio na minha boca!! Se eu falar, eu levo multa!!

E mais tarde, quando a pequena tagarelava sem parar, arrisquei:

- Filha, hoje não era o rodízio na sua boca??

E ela, toda dona de si:

- Não tem problema, mamãe, não tem nenhum guarda por aqui!!

Tão pequenina e já aprendendo a arte de burlar as regras...

;-)


E Ana Luz, dia desses, quando acordávamos de manhã e víamos pela janela um dia cinzento, nublado, tristonho:

- Mamãe, acho que hoje é rodízio do sol...

=P

Um comentário:

Fabiana disse...

Ge-ni-al!!!
Como elas estão mocinhas, Tata :-) Super queridas!