22.1.11

Uma no Cravo, Outra na Ferradura!

///
(post escrito pelo papai-pimentão, em mais uma participação especial aqui no dedinhos de moças!)

Naná sempre me pergunta sobre o meu trabalho, e particularmente sobre os amigos que tenho lá (que ela conhece pessoalmente). Um belo dia, sem mais nem menos, trouxe-me um desenho e pediu para entregá-lo - como um presente - para o Aylton, de quem não lembrou o nome, mas que identificou com uma pergunta bem caracterizadora:

- Aquele bem alto, papai, qual é o nome dele mesmo?

Eu entreguei o desenho, Aylton obviamente gostou e, na primeira oportunidade que teve, num dia em que Naná e Teté estiveram no meu trabalho, deu-lhes um presente (Teté também foi agraciada).

Noutro dia, numa situação semelhante, Ana Luz, tentando lembrar do nome novamente, não se fez de rogada:

- Aquele bem velhinho papai, qual é o nome dele mesmo?

É brincadeira essa Naná?

;-)

Nenhum comentário: