9.5.11

Uma Contra Quatro

///
Chiara, ao que tudo indica, jamais será uma vítima de bullying. Explico.

Dia desses, família-pimenta na casa de amigos. Ana Luz e Estrela brincando animadas com as duas filhas do casal, que têm 6 e 3 anos. Chiara, meio de lado por ser a menorzinha, saiu em busca de algo com que se distrair. Encontrou um cachorrinho de tecido muito bacana, colocou o danado em um carrinho e saiu passeando pelo apartamento, feliz da vida.

As quatro mais velhas, vendo como a pequenina se divertia com o tal do cachorro, rapidinho vieram pra cima, achando que seria como tirar doce de criança. Rá, ledo engano!

Chiara, rodeada pelas quatro mais velhas, nem por um segundo se intimidou. Agarrou 'seu' cachorro bem firme entre os bracinhos, fez cara de malvadeza e, quase rosnando, gritou para as outras:

- Não!!! Titi!!! Não!!!

E quando uma vinha com a mãozinha pro lado dela, a bichinha não se fazia de rogada: apertava o cachorro ainda mais firme, e empurrava a mãozinha intrusa sem dó nem piedade.

Lei do mais forte??? Não, não. Aqui em casa, é a lei do mais 'abusado', mesmo...

;-)

2 comentários:

Telma Maciel disse...

É incrível como as crianças fazem isso mesmo! Estão lá, em grupo, se divertindo! mas é ver que a que 'sobrou' tbm está se divertindo - talvez até mais - e lá vão buscar o motivo pra se divertirem tbm... que bom ue a Chiara é uma menina de atitude! hueheuheu
Beijo

Cecília Sousa disse...

Incrível como os caçulinhas aprendem cedo a se defender. :)