19.1.12

Amor (in)condicional


Chiara, aprendendo sobre as condicionalidades do amor:

- Tulipa, eu te amo!

E dali a pouco, quando a pequenina achou por bem brincar de morder:

- Tulipa, se voxê me mordê eu não te amo mais!!!

;-)

2 comentários:

Renatureza disse...

que esperta! as crianças nos surpreendem. Flávia Bin me fala tando dessas pimentas, que eu já me sinto familiarizada...hehehe. estou aprendendo a observar, como você faz...vamos trocar experiências aqui?
abs
Renata melo

Natália disse...

MTO FOFa... BJUS