30.7.14

Amor que não se mede


mãe e filha no maior dengo. a mãe, apertando a filha entre os braços:

- como é que eu posso amar tanto uma pessoinha tão pequena?

e a filha, apertando as bochechas da mãe:

- e como é que eu posso amar tanto uma "pessouôna" tão grande?



#DedinhosdeMoças #pimentinhas #Chiara

Nenhum comentário: